Aeroporto de Wuxi

Nosso projeto partia da premissa da criação de um grande parque de acesso ao terminal de passageiros, o qual simbolizaria uma retribuição e gratidão à cidade pelo fato que a instalação de um equipamento desta natureza provoca muitos impactos negativos, principalmente pela poluição sonora entre outros. O edifício terminal teria que se apropriar daquilo de mais contemporâneo em termos de tecnologia e sua auto-sustentabilidade era fundamental. O aproveitamento da energia solar e o reaproveitamento das águas, assim como o armazenamento das águas de chuva foram itens importantes para o desenvolvimento do desenho do edifício.

O terminal tinha como programa o atendimento inicial de 2.500.000 passageiros/ano, no entanto, deveria prever as expansões para o seu futuro próximo. Também era dado de programa o estudo das áreas para os Terminais de Carga os quais armazenariam os produtos para a exportação dos bens produzidos na zona industrial da cidade, lindeira a zona aeroportuária. Estes dados de projeto foram contemplados no nosso Plano de Massa, pois além do espaço destinado ao Terminal de Passageiros também foram propostas as áreas dos Terminais de Cargas, Torre de Controle, Hotel, Restaurante de Funcionários, Edifícios para Escritórios de Concessionários e Empresas Públicas e demais infra-estruturas necessárias para a perfeita operação do aeroporto.

Nossa proposta foi criar uma edificação modular caracterizadas por grandes “guarda-chuvas” em aço os quais iriam abrigar as funções do terminal de passageiros.

Foram também previstas as áreas de estacionamentos de carros semi enterradas e cobertas por uma laje jardim, estação para ônibus que poderia no futuro ser transformada em estação para o metro. A arquitetura do edifício sempre observou em seu desenho o melhor aproveitamento da iluminação natural, o uso dos brises de proteção solar os quais também conteriam as placas fotovoltaicas para a produção da energia entre outras inovações, não somente no campo da tecnologia como também na questão da operação aeroportuária.

Local: Wuxi, China
Data do projeto: 2005
Área do projeto: 55.000m²
Equipe: Sérgio Roberto Parada Arquitetos Associados e Architecture of Metropolitan Post - AMP, Sérgio Parada (autor); Rodrigo Marar, Rodrigo Biavati, Denise Vieira e Daniel Koji (coautores); Cátia Vicentinni, Alex Lee e Marina Pavoni (colaboradores)
Imagens: Thiago de Andrade, Stepan Krawctshuk, Reinaldo Navarro

Cliente: Concessionária do Estacionamento de Congonha S.A./INFRAERO
Tipologia: Institucional
Construção: 55.000m²
Wuxi / China - 2005